Ao menos 54 presos da Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP), na região metropolitana de Curitiba, foram infectados pelo novo coronavírus. O número representa quase 80% do total de testes realizados no local, na quinta-feira (16) última – 67 coletas. A informação é do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), em nota encaminhada neste sábado (18) à Gazeta do Povo. De acordo com o Depen, por causa disso, a unidade ficará em quarentena durante 14 dias e não poderá receber novos presos.

LEIA TAMBÉM – “Tragédia humanitária”, diz agente sobre coronavírus em penitenciária da RMC

“Até o momento, não houve necessidade de transferências para ambiente hospitalar, pois os presos estão assintomáticos ou apresentam sintomas leves da doença. Uma equipe de saúde fará o atendimento no local”, continua a nota. Os presos que testaram positivo estão em duas galerias da PEP. Antes dos testes realizados na quinta-feira (16), outros dois presos da PEP também já tinham confirmado infecção pelo coronavírus. Agora, portanto, são 56 registros de casos confirmados no local. O Depen não informou se ocorrerão mais testes na PEP.

O Paraná já registrou outros casos de presos que testaram positivo, em Francisco Beltrão, Marechal Cândido Rondon e Toledo, por exemplo. No último dia 12, o ex-deputado federal Nelson Meurer morreu com diagnóstico positivo para Covid-19. Ele estava preso na Penitenciária de Francisco Beltrão desde o final de 2019 e foi hospitalizado no último dia 7.