A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba está equipando ambulâncias para transporte de pacientes com suspeita de pneumonia asiática. As ambulâncias estão recebendo máscaras e aventais próprios para o contato seguro dos profissionais de saúde com o doente.

Os primeiros materiais para o atendimento de um eventual caso da doença foram enviados pela Secretaria Municipal da Saúde e chegaram na semana passada ao Hospital de Clínicas de Curitiba (HC) – estabelecimento escolhido como referência para receber os pacientes .

Foram enviados ao HC 100 máscaras, 50 aventais especiais, 10 óculos de proteção, cinco caixas de luvas de procedimento, 20 litros de álcool, glutaronídeo (desinfentante), sacos para lixo hospitalar e descartex (para despejo de seringas).

Outras 100 máscaras foram enviadas às Unidades de Saúde 24 Horas, que receberam orientações mais detalhadas para atendimento de casos suspeitos. As demais unidades e hospitais também foram orientados sobre os procedimentos que devem ser adotados em relação à doença.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), são consideradas áreas afetadas pela Síndrome Respiratória Aguda Severa, a pneumonia asiática, a China (Hong Kong, Guangdong, Shanxi e Taiwan), que concentra o maior número de casos; Canadá (Toronto); Vietnã (Hanói) e Cingapura. Há casos também na Tailândia, Estados Unidos, Alemanha, Itália, Reino Unido, Romênia, Suíça, Irlanda, Austrália, Bélgica e França.

A forma de transmissão mais provável da pneumonia asiática é a direta, em pessoas que tiveram contato íntimo com pacientes ou com suas secreções corporais.