O ministro da Educação, Cristovam Buarque, desafiou os especialistas que farão parte da Comissão Especial de Avaliação do Ensino Superior, instalada há pouco, a inventar um novo método de avaliação para as universidades. Cristovam disse que é preciso que as instituições sejam avaliadas não apenas levando em consideração o que elas deveriam ser, mas também o que elas deverão ser nos próximos anos.

Composta por especialistas da área de educação, a comissão será responsável por definir, em 120 dias, novos critérios e estratégias para avaliação do ensino superior. Para o coordenador da comissão e professor da Universidade de Campinas (Unicamp), José Dias Sobrinho, uma das principais falhas do método atual é que os procedimentos são isolados e fragmentados, restringindo-se ao controle e não a uma efetiva avaliação das instituições.