A Petrobras afirmou hoje (25) que a crise da Bolívia poderá vir a afetar o consumo de gás no Brasil. A estatal já está trabalhando para reduzir esse risco, procurando antecipar a produção de gás das reservas de Santos (SP).

Segundo a assessoria de imprensa da Petrobras, a rentabilidade da empresa poderá ser prejudicada pela elevação de tributos definida pela nova Lei de Hidrocarbonetos, promulgada recentemente pelo governo boliviano. A lei, específica para companhias estrangeiras que exploram petróleo e gás naquele país, aumenta de 18% para cerca de 50% os tributos cobrados. Em conseqüência disso, os novos projetos da estatal na Bolívia serão re-avaliados.