O bebê Gustavo de Oliveira Garcia, de 1 ano e 3 meses, que morreu na tarde de quinta após ser esquecido dentro do carro pelo pai em Guarulhos, na Grande São Paulo, será enterrado nesta sexta, às 11h, no Cemitério Memorial de Guarulhos, localizado na Avenida Rio de Janeiro, 1.861, no Jardim Diogo. De acordo com o serviço funerário, o corpo da criança só será liberado do Instituto Médico Legal (IML) depois das 8h. O movimento de pessoas no IML às 3h desta madrugada era quase nulo. Nenhum parente da criança foi encontrado naquele horário. Quase não se via funcionários também.

Morte

Gustavo foi esquecido dentro do carro pelo pai, o biólogo Ricardo César Garcia, de 31 anos, na garagem do edifício em que residem no bairro Macedo, em Guarulhos, na Grande São Paulo. No começo da manhã, o biólogo saiu para levar a esposa ao trabalho, com o filho no banco traseiro do veículo. Quando voltou para o prédio, Ricardo estacionou o carro na garagem e subiu para o apartamento. Lá, ele teria passado mal e desmaiado. Ao acordar, Ricardo lembrou do filho e seguiu até o carro, onde o encontrou desacordado. Com parada cardiorrespiratória, o bebê chegou a ser socorrido num hospital, mas faleceu.

A direção da unidade acionou a polícia, que prendeu Ricardo em flagrante por homicídio culposo – sem intenção de matar. Encaminhado ao 6º Distrito Policial de Guarulhos, no Jardim Bom Clima, o biólogo prestou depoimento, pagou a fiança e foi liberado.