A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que vai investigar o envolvimento de deputados e senadores com o esquema de compra fraudulenta e superfaturada de ambulâncias com recursos do orçamento deve ser instalada hoje. Os trabalhos, previstos para começar às 9 horas, serão coordenados pelo senador Romeu Tuma (PFL-SP), o parlamentar mais idoso que integra a comissão.Caso seja instalada, ainda hoje deputados e senadores devem eleger o presidente, o vice e o relator da CPMI.

O esquema de compra de ambulâncias foi desbaratado pela Operação Sanguessuga, da Polícia Federal (PF), no dia 4 de maio. Na época, os nomes de dezenas de parlamentares apareceram nas investigações comandadas pela PF.