O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), leu hoje no plenário os nomes de 17 senadores titulares e 17 deputados titulares que vão integrar a CPI dos Sanguessugas, criada para investigar a quadrilha que atuava na aquisição superfaturada de ambulâncias. A Comissão será instalada na próxima terça-feira.

O nome mais cotado por enquanto para assumir a relatoria da CPI é o do senador Wellington Salgado (PMDB-MG), que ocupa a vaga do senador Hélio Costa, atual ministro das comunicações. A presidência deverá ficar com o deputado Antônio Carlos Biscaia (PT-RJ).

Como as lideranças do PDT e PCdoB no Senado não haviam indicado representantes na comissão, Calheiros tomou a iniciativa, em atendimento ao regimento do Congresso, designando para as vagas os senadores Jefferson Peres (PDT-AM) e Lindomar Quintanilha (PCdoB-TO). Na Câmara, as lideranças dos dois partidos haviam indicado representantes na CPI.