A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado que investiga a relação das casas de bingo com a lavagem de dinheiro e o crime organizado tomam hoje quatro novos depoimentos. Serão ouvidos Francisco das Chagas Costa, Mauro Pereira Júnior, Marilene do Nascimento Falsarella e Paulo Antônio Henrique Negri.

Francisco é o motorista que teria prestado serviços a assessores da Prefeitura de Ribeirão Preto (SP), em Brasília. Mauro foi funcionário da prefeitura do município paulista na segunda gestão do então prefeito Antonio Palocci. Negri substituiu Mauro na prefeitura. Marilene é servidora pública da prefeitura há 22 anos e disse à Polícia Federal que havia irregularidades na contratação dos serviços da Leão&Leão.

A reunião começa às 11 horas no Senado.