A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Bingos aprovou o pedido de convocação do deputado Federal, Luis Eduardo Greenhalg (PT-SP) para prestar depoimento sobre a investigação da morte do ex-prefeito de Santo André (SP), Celso Daniel, assassinado em 2002.

Segundo o requerimento, o convite permitirá esclarecer a atuação de Greenhalg na apuração dos fatos relacionados ao seqüestro e posterior assassinato de Celso Daniel. A comissão aprovou ainda outros seis requerimentos. Entre eles, está o que convoca o ex-deputado federal Carlos Alberto Rodrigues Pinto, o Bispo Rodrigues.

Rodrigues renunciou na última segunda-feira ao mandato de deputado federal. Ele é um dos 18 parlamentares cujos nomes foram enviados ao Conselho de Ética para processo por quebra de decoro. A renúncia faz com que ele fique livre do processo. Ele também foi acusado pela deputada federal, Cidinha Campos (PDT-RJ), de comandar um esquema de corrupção na Loterj (Loteria do Estado do Rio de Janeiro), juntamente com Waldomiro Diniz.

Também foi convocado o ex-funcionário da Loterj, Jorge Luiz Dias, citado por Cidinha Campos como um dos fiscais da Loterj que supostamente arrecadava propina das casas de jogos e repassava a Carlos Rodrigues e Waldomiro Diniz. De acordo com a deputada, ele teria cópia dos cheques que comprovariam a extorsão.

Os demais requerimentos convocam José Carlos da Silva, Dario Coelho Dutra e Alvalina Rodrigues Coelho Fontoura, para prestarem depoimento na Polícia Federal. De acordo com a assessoria da comissão, eles aparecem na quebra de sigilo da MM Consultoria como grandes beneficiados de pagamentos da empresa. Eles recebiam cheques nominais, descontados no caixa da Agência Bradesco onde a empresa possui conta corrente.

A CPI, que investiga a atividade de bingos no país e a relação delas com a lavagem de dinheiro e o crime organizado, vai ouvir na próxima terça-feira o doleiro Antonio Oliveira Claramunt, o Toninho da Barcelona.