Daqui a 10 dias, a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios entregará ao presidente da Câmara, Severino Cavalcanti, uma relação com os nomes dos parlamentares contra os quais já existem "provas robustas" de condutas irregulares. A informação foi dada pelo deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), sub-relator de sistematização e controle das investigações da CPMI, e foi transcrita no site da CPMI na internet.

Ele explicou que a tendência é que esses nomes (ainda não divulgados) sejam encaminhados ao Conselho de Ética da Câmara, que avaliará as eventuais punições aos parlamentares. De acordo com o relator da CPMI, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR) não há senadores na lista de parlamentares contra os quais pesam provas mais contundentes.