A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios aprovou, nesta quinta-feira, requerimento determinando rastreamento e bloqueio de toda e qualquer conta bancária no exterior em nome do publicitário Duda Mendonça ou de sua sócia Zilmar Fernandes.

A Subsecretaria de Comunicação Institucional, antiga Secretaria de Comunicação do Governo e Gestão Estratégica (Secom), terá que passar ainda à CPI contratos celebrados, desde 1994, pelas empresas de publicidade DM9, Propeg, Lew Lara e Duda Mendonça com a administração pública.

A CPI aprovou também uma série de requerimentos que solicita a diversos fundos de pensão o saldo das operações ativas referentes a debêntures e aplicações em fundos. Deverão repassar as informações a comissão: Geap, Eletros, Funcef, Real Grandeza, Postalis, Portus, Previ e Centrus.