Brasília – A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Tráfico de Armas toma, nesta quarta-feira (7), o depoimento da advogada Ariane dos Anjos.

Ela é acusada de participação, junto com a organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PPC), no assassinato do juiz corregedor da Vara de Execuções Penais de Presidente Prudente (SP), Antônio Machado José Dias, em março de 2003.

Ariane dos Anjos era a advogada do chefe do PCC Marcos Camacho Marcola, além de advogar para outros integrantes da organização criminosa.