A CPI da Copel vai receber amanhã os promotores do Ministério Público estadual responsáveis pelas investigações da denúncia de desvio de recursos públicos pela Copel por meio da compra de créditos tributários da empresa Olvepar. A operação, realizada no final do ano passado, já desencadeou  duas ações do Ministério Público, que aponta um prejuízo de R$106 milhões ao Estado. Os promotores Guilherme Freire, Marcelo Alves de Sousa e José Geraldo Gonçalves vão fazer um relatório para os deputados integrantes da CPI de todas as informações já levantadas pelo Ministério Público sobre o caso. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)