O Coritiba foi surpreendido pelo Figueirense, nesta quarta-feira à noite, no Estádio Couto Pereira, com derrotado por 2 a 1. Num jogo em que o time catarinense teve maior presença e domínio, com um gol logo aos 15 segundos de partida, o Figueirense somou 30 pontos e afastou as possibilidades de rebaixamento. O Coxa, que poderia garantir a classificação já nesta rodada, foi muito vaiado ao final da partida e pode sair da zona de classificação depois dos jogos desta quinta-feira.

O Figueirense deu uma mostra logo aos 15 segundos do jogo do que seria sua principal arma de ataque: a escapada de William pelo lado direito para cruzamentos dentro da área. Na primeira estocada, a bola passou pela defesa e Thiago Gentil entrou por trás para marcar o gol mais rápido do campeonato. A torcida tentou jogar junto com o Verdão, mas os jogadores erravam muitos passes e o time catarinense, com boa movimentação, procurava mais o ataque.

Aos 15 minutos, depois de uma cobrança de escanteio, a bola sobrou para Lúcio Flávio, que chutou forte. A bola bateu em um zagueiro catarinense enganando o goleiro: 1 a 1.

Os jogadores coritibanos ganharam mais confiança e começaram a forçar no ataque. No entanto, o zagueiro Tiago e o lateral-esquerdo Badé falhavam muito e permitiam que o Figueirense também levasse perigo ao gol de Fernando, que se constituía no melhor jogador coritibano.

O Coritiba voltou para o segundo tempo com Sérgio Manoel no lugar de Badé para ter uma jogada de ataque pela esquerda. Mas foi novamente o Figueirense quem chegou ao gol. Aos 11 minutos, o zagueiro Edinho Baiano falhou e Thiago Gentil chutou. A bola ainda desviou em Carlinhos antes de entrar.

O técnico Paulo Bonamigo fez alterações visando fortificar seu ataque, enquanto o técnico Muricy Ramalho preferiu reforçar o setor defensivo do que ousar. Nos minutos finais, foi a vez do goleiro Edson Bastos salvar o Figueirense, com boas defesas.

Gols – Thiago Gentil aos 15 segundos, Lúcio Flávio aos 15 minutos do primeiro tempo; Thiago Gentil aos 11 do segundo.

Coritiba – Fernando; Reginaldo Araújo, Tiago, Edinho Baiano e Badé (Sérgio Manoel); Reginaldo Nascimento, Roberto Brum, Pepo (Jabá) e Lúcio Flávio; Lima e Da Silva (Marcel). Técnico – Paulo Bonamigo.

Figueirense – Edson Bastos; Márcio Goiano, Carlinhos e André Luiz; Paulo Sérgio, Marcinho, Igor (Marcelinho), William e Lino; Thiago Gentil (Artur) e Selmir (Simplício). Técnico – Muricy Ramalho.

Juiz – Leonardo Gaciba da Silva (RS).

Cartão amarelo – Paulo Sérgio, André Luiz, Marcinho, Simplício  Badé e Pepo.

Cartão vermelho – Lima e Marcinho (43 do 2.º).

Local – Estádio Couto Pereira, em Curitiba.