Foi enterrado hoje em São Tomé, no noroeste do Paraná, o corpo do pedreiro Sérgio Santos da Silva, que morreu no ataque terrorista aos trens de Madri, na Espanha, há uma semana. A pequena cidade paranaense praticamente parou para acompanhar o cortejo, formando imensas filas até o Cemitério Municipal onde Sérgio foi enterrado.

O prefeito da cidade Arlei Biazzi decretou luto oficial e hoje é ponto facultativo no município. Durante a cerimônia, familiares e amigos fizeram um protesto contra o terrorismo, com slogans pintados em carros e distribuição de fitas brancas.