Não bastou a derrota para o Paranavaí, no último domingo, e por conseqüência a reversão da vantagem de jogar pelo empate para chegar à final do Campeonato Paranaense 2007, o Coritiba voltou a decepcionar seu torcedor ao perder para o Botafogo por 1 a 0, esta noite, no Couto Pereira. Partida válida pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil.

O torcedor alviverde fez sua parte, compareceu em bom número ao estádio, mais de 21 mil pessoas, mas o time comandado por Macuglia não correspondeu.

Empurrado pela empolgada torcida, o Coritiba começou a partida pressionando o time carioca que não aceitou e abriu o placar aos 7 minutos. Jorge Henrique ajeitou para Luciano Almeida, o botafoquense chutou cruzado, Artur falhou e a bola parou nas redes coxa. O alviverde deu o troco e em dois minutos teve duas grandes oportunidades, ambas desperdiçadas por Tulio. Atabalhoado no meio-de-campo, o Coritiba corria o risco de levar o segundo gol, isso quase acabou ocorrendo antes dos 30 minutos iniciais. Aos 16 com Luciano Almeida, cabeceando por cima do gol de Artur, aos 21, numa falha do zagueiro Henrique e aos 26, em indecisão do goleiro Artur. Anderson Lima acabou salvando.

Mesmo não estando bem na partida, a torcida coritibana não deixou de apoiar o time, que teve a oportunidade de empatar aos 30 minutos, Henrique acabou chegando atrasado no lance.

O Botafogo voltou a deixar a torcida coxa-branca em silêncio. Aos 32 minutos Juninho mandou uma pancada, em cobrança de falta, desta vez Artur se redimiu e salvou aquele que seria o segundo tento botafoguense. Com algumas peças não correspondendo em campo, o técnico alviverde fez uma modificação ainda no primeiro tempo. Aos 38 minutos saiu Adriano para a entrada de Igor. Para a primeira etapa a modificação não surtiu efeito e o primeiro tempo acabou mesmo com vantagem carioca.

As duas equipes voltaram para o segundo tempo com a mesma disposição. O Coritiba dominava, armava jogadas, mas os atacantes não chutavam ao gol de Júlio César. Preocupado com o crescimento do Coritiba, Cuca começou a mudar a equipe. Em seguida Leandro Guerreiro arriscou de longe, a bola passou por cima do gol defendido por Artur.

Aos 26 minutos o técnico coxa-branca ousou ao trocar Juninho por Daniel Marques, expondo o time paranaense ao contra-ataque botafoguense. Perdido, Macuglia acabou tirando Tulio, o jogador que mais chutou no gol de Júlio Cesar. A torcida não perdoou e xingou o treinador.

Apesar de ganhar mais espaços no meio, o Botafogo não se arriscava e passou os últimos 10 minutos falorizando cada minuto, irritando os jogadores e a própria torcida coxa-branca.

Muito irritada, a torcida, que apoiou o jogo inteiro, vaiou jogadores, comissão técnica e diretoria. A derrota deixa o Coritiba em situação delicadíssima para a partida da próxima semana. A missão será mais difícil do que a do próximo domingo, onde o time terá que vencer o Paranavaí, no Couto Pereira, para disputar o título de Campeão Paranaense 2007.