O reitor da Universidade Estadual de Maringá, Gilberto Pavanelli, e o superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis/Paraná, Marino Eligio Gonçalves, assinaram um convênio que permitirá aos alunos da UEM estagiarem no Ibama, tanto na superintendência estadual como nas unidades descentralizadas.

O reitor solicitou uma relação dos projetos e áreas de ação do Ibama em que os alunos da UEM poderiam se engajar. ?O convênio terá uma repercussão muito grande, abrindo uma perspectiva significativa para atender a alta demanda de estágio na instituição?, afirmou. Pavanelli aproveitou a ocasião para solicitar o apoio do Ibama para construção de um bloco para abrigar o projeto Acervo Biológico do Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aqüicultura (museu e herbário), constituído pelas coleções de peixes, de ovas e larvas e de plantas.

A coleção científica dos peixes é constituída basicamente por espécies da Bacia do Rio Paraná e do Paraguai. São 100 mil exemplares, divididos em 4 mil lotes, de 500 espécies. Já o herbário possui 5 mil registros de 700 espécies, com enfoque na planície alagada do Alto Rio Paraná.

O superintendente do Ibama ressaltou a importância da UEM e sua participação em projetos do órgão, além de fazer um convite aos professores da universidade para conhecerem as unidades, parques e bosques nacionais do Estado. Sobre o projeto do Núcleo, o Gonçalves disse que o Ibama tem dificuldades em disponibilizar recursos financeiros, mas que estudaria a possibilidade de doar madeira para a construção do bloco.

Outra forma de contribuição sugerida foi a carta de anuência ao projeto para ser apresentado em órgãos de fomento. Além disso, Gonçalves se propôs a acompanhar as pessoas a esses órgãos.