Brasília – O Conselho de Ética começou a ouvir o depoimento do genro do empresário Darci José Vedoin, dono da empresa Planam, acusada de chefiar o esquema de fraudes para a compra superfaturada de ambulâncias com recursos do Orçamento por meio de emendas parlamentares.

Segundo os depoimentos e as investigações, o genro Ivo Spinola da Rosa pode ser contato do esquema com um parente da senadora Serys Slhessarenko (PT-MT), investigado por suspeita de ter recebido dinheiro do esquema.

Esse é o penúltimo dos sete depoimentos do dia no Conselho de Ética do Senado, onde tramitam os processos de cassação contra três senadores. Um dos depoentes, o deputado Lino Rossi (PP-MT), não compareceu ao Conselho.