O empresário Luiz Antônio Vedoin deve ser ouvido hoje (7), a partir das 14h30, no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados. Ele é sócio da Planam, empresa acusada de comandar o esquema de compra superfaturada de ambulâncias com recursos do orçamento.

Vedoin será ouvido como testemunha nos 67 processos contra deputados investigados pelo conselho por suposto envolvimento com o esquema. Em depoimentos, o empresário admitiu o pagomento de propina a parlamentares para apresentação de emendas ao orçamento para a compra de ambulâncias.

O depoimento estava marcado para a sede da Polícia Federal em Basília, mas foi transferido para o Conselho de Ética porque, na semana passada, Vedoin, que estava preso em Cuiabá, foi solto. Existe uma determinação da presidência da Câmara de que não sejam tomados, nas dependências da Casa, depoimentos de pessoas que estejam presas. Vedoin foi citado pelos relatores dos 67 processos como uma das principais testemunhas para a instrução dos processos conra os deputados.

Além do depoimento de Vedoin, o conselho toma amanhã e quinta-feira (9) depoimentos de três deputados que respondem a processo de cassação por suposto envolvimento com o esquema das ambulâncias superfaturadas. Nesta quarta, serão ouvidos João Correia (PMDB-AC) e Amaury Gasques (PL-SP) e, na quinta, Dr. Benedito Dias (PP-AP).