O Congresso Nacional instala, às 10 horas, em sessão no plenário Ulysses
Guimarães, a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios. A
comissão vai investigar as denúncias sobre a participação do chefe de
Contratação e Administração de Material dos Correios, Maurício Marinho, em um
esquema de propina e corrupção.

No último dia 15, o ministro das
Comunicações, Eunício Oliveira, afastou Marinho do cargo. A Polícia Federal está
investigando as acusações de crimes contra a União por parte de funcionários dos
Correios. Uma sindicância dentro da empresa também foi aberta para apurar as
acusações. A CPMI é um pedido da oposição na Câmara e no Senado. A comissão será
composta por 11 parlamentares de cada casa e terá 180 dias para apurar as
denúncias.