enkontra.com
Fechar busca

Notícias

Confira tudo que aconteceu na Campus Party 2009!

por Cido Coelho,
editor colaborador do blog NoReset

É amigos… A semana terminou e a Campus Party Brasil também. Considerado o maior evento de internet e tecnologia do mundo, a Woodstock Geek encerrou as atividades com a presença de mais de 6 mil campuseiros.

Eles puderam conversar sobre novas tecnologias, robótica, desenvolvimento, games, enfim, tudo que foi hi-tech virou motivo de discussão no Centro de Exposições Imigrantes.

Neste texto de encerramento posso dizer que apesar de alguns incidentes e problemas com a organização, nada atrapalhou o evento.

O culpado da existência de tudo isso – não estou falando do patrocinador e nem da organização – Tim Berners-Lee, esteve no evento e participou da Campus Party. Muita coisa interessante aconteceu, como a criação de um robô humanóide – o primeiro do Brasil.

Os participantes da Campus Party discutiram assuntos relevantes, como a preocupação da Inclusão e o Batismo Digital da população brasileira, e também buscaram soluções para auxiliar os menos favorecidos. Enquanto um grupo participava deste debate, em que estava disponível uma conexão de 10Gb de velocidade, outros estavam criando o seu primeiro e-mail, como um senhor de 75 anos presente no local.

Na parte de desenvolvimento, muita gente (principalmente de TI) passarou horas e horas discutindo novas tecnologias para os computadores. No Bar Camp, muita gente, inclusive eu, conversamos sobre novas possibilidades para o bom uso das novas tecnologias e a organização da internet.

Claro, entre um nerd e outro você acha um senhor barbudo que parece o Papai Noel, mas na verdade ele é o Jon Maddog, fundador da Open Source International e presidente da Linux Internacional, um dos defensores mundiais do software livre. Humilde, ele fez questão de conversar, tirar fotos, discutir idéias com cada campuseiro que chegava perto dele. Podemos dizer que o cara não é o Noel, mas é um bom velhinho…

A área Games me chateou em um ponto. Conforme o texto do amigo Bracht, do Continue, a área se reservou apenas para campeonatos de games, com 5 máquinas de fliperamas (Marvel Vs. Capcom 2, Tekken 5, The King of Fighters, Street Fighter 2 e 3) e poucas discussões de game develop.

Além disso, um clã de games organizou um sorteio de brindes na área gamer, entre um torneiro e outro. Fora da área dos campuseiros, Expo e Lazer, os visitantes puderam jogar um pouco de Wii, no estande da Nintendo World e experimentar a velocidade do processador da Intel i7, que foi criado para melhorar o desempenho dos games no PC.

Em algumas situações pude experimentar um jogo interativo de luta, no qual você entra em uma espécie de tela azul e na tela do projetor, a própria imagem aparecia num cenário com vários inimigos para socar e eliminar – a lá Street of Rage. E é claro que tinha Guitar Hero e Rock Band. Quando não rolava palestra na área de Games, o pessoal jogava RB, com direito a guitarra, bateria e microfone.

Os nerds, com seus computadores tunados, trocavam idéias, exibiam seus CPUs em formatos de Transformers, carro, jukebox e até um fliperama. Outra parte dos nerds estava se preparando para bater o recorde brasileiro de overcloking – resfriando um Intel Core 2 Duo E8400 a -106ºC. Eles aumentaram a velocidade do processador de 3 Gigahertzs para 5,6 Gigahertzs e atingiram a marca de 8,6 segundos no tempo de cálculo do número Pi (π) com 1 milhão de casas decimais.

Eles demoraram mais de duas horas, em um constante reinício do sistema e modificações nas configurações para bater a marca. No ano passado, o recorde foi de 9,2 segundos em um processador que atingiu 5 Gh.

No encerramento, aconteceu a premiação dos melhores blogs, apesar de os critérios não serem claros – como um companheiro de um blog, que estava concorrendo com sites que fazem apologia a pirataria e a downloads ilegais.

E por fim teve o encerramento da semana mais agitada no mundo geek com um show da banda Simulação.

Campus Party 2010: mais cidades podem ter o evento

A organização garantiu que o evento continua em São Paulo em 2010, e até o ano de 2012 a Campus Party Brasil continuará no Centro de Exposições Imigrantes, na zona sul da cidade paulistana.

Algumas capitais (Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro, Salvador e Porto Alegre) ofereceram propostas para que a Campus Party ganhe eventos regionais, a organização e a patrocinadora do evento cogitam a possibilidade, mas não tem nada confirmado.

 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas