O compartilhamento de terminais entre a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil não terá custo para o cliente durante os 90 dias em que o projeto estiver funcionando como piloto. A informação é do presidente do BB, Rossano Maranhão Pinto.

O compartilhamento dos terminais de auto-atendimento eletrônico e de correspondentes bancários lotéricos entre as duas instituições federais foi lançado hoje durante solenidade no Ministério da Fazenda, com a presença do ministro Antonio Palocci.

As operações permitirão transações de saque e consulta a saldos para quem tem conta corrente e poupança. Depois desse prazo, novos serviços serão acrescidos. Nos próximos meses, o compartilhamento se estenderá para todo o país, podendo chegar a mais de 7 mil terminais e 9 mil correspondentes bancários lotéricos.

Já existem negociações para a integração com bancos privados e um dos interessados é o Bradesco, segundo o presidente da Caixa.