Brasília ? O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, anunciou, em entrevista à imprensa, a criação de um comitê de emergência para acompanhar "diariamente" as ações de combate à febre aftosa no estado do Mato Grosso do Sul. Segundo ele, o comitê ? que será formado por representantes de várias áreas do ministério ? será criado amanhã, em reunião marcada para as 10 horas, em Brasília.

Foram convidados os secretários de Agricultura de todo o país e representantes de institutos de defesa agropecuária. Segundo o ministro, durante a reunião também será criado um grupo formado por representantes de governos e de organismos de defesa estaduais, da área privada e parlamentares, para acompanhar as ações contra a febre aftosa e "receber de estados e instituições demandas tópicas que venham a surgir".

No início da semana, o Laboratório Nacional Agropecuário confirmou um foco de aftosa no Mato Grosso do Sul, na fazenda Vezozzo, no município de Eldorado. Após a confimação, 582 animais da propriedade foram sacrificados. "Todas as medidas que tinham de ser tomadas do ponto de vista do isolamento do foco de aftosa em Eldorado e regiões circunvizinhas foram tomadas com competência, de acordo com as normas internacionais", garantiu o ministro.