Comissão de Fiscalização Financeira e Controle pode votar nesta manhã proposta de que a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas da União (TCU) apurem denúncias de prejuízos e gestão temerária de recursos no Banco Popular do Brasil. A instituição é uma subsidiária criada pelo Banco do Brasil para oferecer microcrédito à população de baixa renda.

A proposta de fiscalização é do deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR). O relator, deputado Francisco Garcia (PP-AM), apresentou parecer favorável.

A reunião será realizada às 10 horas, no plenário 9.