A Comissão de Constituição do Senado (CCJ) aprovou hoje a proposta de emenda constitucional que estabelece o voto aberto nos processos de cassação de mandato de parlamentares. O projeto original sobre o fim do voto secreto, que é mais abrangente, é de autoria do senador Sérgio Cabral (PMDB-RJ). Mas a CCJ decidiu desmembrá-lo a fim de deixar a discussão dos demais casos para outra ocasião, já que não há consenso entre os senadores.

A Câmara aprovou ontem em primeiro turno a proposta que institui o voto aberto em todas as deliberações do Legislativo. O placar registrou 383 votos a favor, nenhum voto contrário e quatro abstenções.