O Diário Oficial publica, hoje, resolução do Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (CDDPH), constituindo comissão especial de acompanhamento dos desdobramentos do assassinato do ex-prefeito de Campinas Antonio da Costa Santos, o Toninho do PT, e das apurações do homicídio praticado contra o ex-prefeito de Santo André Celso Daniel.

De acordo com a resolução, assinada pelo ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Luiz Dulci, a comissão será integrada por Humberto Pedrosa Espinola, representante do CDDPH, na qualidade de relator; José Edísio Simões Souto, presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB); Paulo Galvão, representante do Ministério Público Federal; Marina da Silva Steinbruch, representante da Defensoria Geral da União (DPU), e José Silvestre Gorgulho, representante da Associação Brasileira de Imprensa (ABI). A comissão terá 120 dias de prazo para realizar seu trabalho, prorrogável pelo prazo que se fizer necessário.