O ex-assessor de campanha do senador Aloizio Mercadante (PT-SP) ao governo de São Paulo, Hamilton Lacerda, chegou agora a pouco à superintendência da Polícia Federal em São Paulo para prestar depoimento. Ele chegou acompanhado de seu advogado, Edson Tonihara, e não deu declarações à imprensa.

Hamilton Lacerda seria o responsável pela entrega aos petistas Gedimar Passos e Valdebran Padilha do dinheiro que serviria para pagamento do dossiê contra políticos do PSDB. Segundo a PF, ele aparece nas imagens das câmeras de segurança do hotel em São Paulo onde os dois petistas foram presos com R$ 1,7 milhão.

Lacerda ainda foi citado no depoimento do ex-chefe do núcleo de informações e inteligência da campanha à reeleição de Lula, Jorge Lorenzetti, à PF na semana passada. Lorenzetti disse que, se a negociação não tivesse sido interrompida, os documentos teriam sido entregues a Lacerda.

À tarde, o delegado responsável pelas investigações, Diógenes Curado Filho, e o procurador da República que cuida do caso, Mário Lúcio Avelar, tomam o depoimento do ex-assessor especial da presidência da República Freud Godoy.