Brasília – Antes mesmo de ser revelado o resultado das urnas da Câmara dos Deputados, cinco nomes já estão definidos para a Mesa Diretora: Nárcio Rodrigues (PSDB-MG) e Inocêncio Oliveira (PR-PE) para a primeira e segunda vice-presidência, respectivamente, Ciro Nogueira (PP-PI), Waldemir Moka (PMDB-MS) e José Carlos Machado (PFL-SE) para a segunda, terceira e quarta secretaria.

Estes eram os candidatos oficiais dos partidos e não tiveram concorrência. Dois deputados chegaram a se registrar para disputar tais cargos, mas as candidaturas não vingaram: Edmar Moreira (PFL-MG) ia tentar a quarta secretaria mas desistiu pouco depois de iniciada a sessão, e Damião Feliciano (PR-PB) foi expulso pelo partido quando resolveu enfrentar Inocêncio Oliveira pela segunda vice-presidência.

A disputa ocorrerá, portanto, somente para os cargos de presidente, primeiro secretário e para as suplências. Tentam a presidência Aldo Rebelo (PCdoB-SP), Arlindo Chinaglia (PT-SP) e Gustavo Fruet (PSDB-PR). Para a primeira secretaria, os candidatos, todos do PMDB, são: Hermes Parcianello (PR), Osmar Serraglio (PR) e Wilson Santiago (PB).

Cada partido tem direito a um cargo, sendo que o mais cobiçado é o de primeiro secretário. Saiba quais são as atribuições de cada um no infográfico ao lado.

A votação está sendo realizada em urnas eletrônicas, pela primeira vez. O resultado deverá ser promulgado ainda hoje (1º). Se nenhum dos três candidatos à Presidência obtiver no mínimo 257 votos (metade mais um dos 513 deputados), haverá segundo turno ainda hoje. Só depois de decidido o próximo presidente serão apurados os votos para os demais cargos.