Com o objetivo de fortalecer as relações de integração do Mercosul, prefeitos e representantes de duas cidades argentinas visitaram o Paraná nesta semana. Além do interesse em estabelecer rodadas de negócios com o Paraná, cooperações no campo acadêmico e intercâmbio de políticas públicas, eles esperam formar ?um corredor de inovação tecnológica através de uma articulação com o governo do Estado?, como explicou o prefeito de Corrientes, Carlos José Vignolo.

Durante encontro com o coordenador estadual de Assuntos Internacionais e do Mercosul, Santiago Gallo, foi acertada a criação de um ?comitê de pilotagem? com as cidades e províncias argentinas. ?O Estado do Paraná pode promover ao lado das prefeituras estaduais, encontros de capacitação entre as diversas regiões do Mercosul?, explica Gallo. ?Hoje o Paraná tem conhecimento sobre inteligência comercial em especial para o pequeno e médio empresário, e o Mercosul é a nossa prioridade?, acrescenta.

Para prefeita do município argentino de Resistência, Aída Beatriz Ayala, uma articulação real entre os países do Mercosul passa essencialmente pelas regiões e trocas de aspectos locais.