O oitavo vôo da Força Aérea Brasileira (FAB) trazendo cerca de 150 brasileiros vindos do Líbano chegou hoje ao Brasil. O avião fez uma escala técnica no Aeroporto Internacional dos Guararapes no Recife, e seguiu para o Aeroporto Internacional de São Paulo em Guarulhos. Nenhum passageiro ficou na capital pernambucana.

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, disse ontem que 2.250 brasileiros já deixaram o Líbano, dos quais 1.500 por meio das operações de resgate organizadas pelo Itamaraty. O ministro pediu aos membros da Comissão de Relações Exteriores do Senado mais recursos orçamentários para que o Itamaraty e o Ministério da Defesa levem adiante essas operações.

As companhias aéreas TAM e Gol, que realizaram vôos de Damasco, na Síria, para o Brasil trazendo fugitivos do Líbano já estão sentindo o peso do custo do combustível. Ontem, o Itamaraty pediu à Petrobrás que forneça o querosene necessário para seus vôos ao Oriente Médio.

O conflito entre Israel e o Hezbollah começou em 12 de julho, quando membros do grupo islâmico invadiram o norte de Israel e seqüestraram dois soldados israelenses – Ehud Goldwasser, de 31 anos, e Eldad Regev, de 26 -, o que provocou uma ampla reação militar por parte de Israel.