A partir do próximo mês o Paraná passará a contar com um Centro Integrado de Operações Ambientais em Paranaguá, no Litoral do Estado. De acordo com o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Rasca Rodrigues, as obras estão em fase de conclusão e deverão ser entregues no início de setembro.

Segundo ele, foram investidos R$ 2,6 milhões ? por meio do Programa Pró-Atlântica, coordenado pela Secretaria do Meio Ambiente – para a construção do Centro, que contará com heliporto, marina e acesso terrestre. ?O Centro Integrado irá atender equipes do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e do Batalhão de Polícia Ambiental, além de ter um espaço para instalação da Polícia Federal também?, disse Rasca.

A área da nova sede tem 2,3 mil metros quadrados. O local será composto por um escritório, rampa para atracação das embarcações de pequeno e médio porte, garagem para barcos e um trapiche. Outros 945 metros quadrados foram destinados para o heliporto. ?A localização do prédio é estratégica, oferece fácil acesso ao mar e a interação com outros órgãos da Polícia Federal, Marinha e Porto de Paranaguá?, acrescentou o secretário.

Integração – Serão cerca de 20 profissionais de cada organização que vão atuar regionalmente em defesa do meio ambiente. Eles irão exercer atividades e trabalhos relativos ao licenciamento, fiscalização, conscientização e preservação do meio ambiente da Bacia do Litoral, da Mata Atlântica e da Região Metropolitana de Curitiba.

?Para a Operação Verão, realizada no Litoral do Estado durante a temporada, o número de profissionais chega a triplicar e todas as atividades serão concentradas na nova sede?, completou o coordenador do Programa Pró-Atlântica, Paulo de Tarso Lara Pires.

A fiscalização marítima de Paranaguá e Guaraqueçaba conta com 15 barcos para trabalhos da Polícia Ambiental, e agora com as outras duas embarcações de médio porte do IAP.