Quem anda de ônibus em Curitiba pode fazer o Cartão Transporte nos postos de atendimento da Urbs em cinco Ruas da Cidadania e na Estação Rodoferroviária. O cartão é feito gratuitamente e fica pronto na hora. O passageiro só precisa apresentar documento original de identidade, informar o número do CPF e o endereço com CEP.

O atendimento é feito das 8h30 às 17h, de segunda a sexta-feira, nas Ruas da Cidadania da Matriz (praça Rui Barbosa), Boa Vista, terminal do Carmo, Pinheirinho, Fazendinha e também no bloco estadual da rodoferroviária.

A compra de créditos pode ser feita pela internet, na página da Prefeitura de Curitiba (www.curitiba.pr.gov.br). Quem não tem computador em casa nem no trabalho pode usar os 49 pontos de acesso gratuito mantidos pela prefeitura nos Faróis do Saber e na Rua 24 Horas. A venda também é feita pessoalmente na sede da Urbs, no prédio central da rodoferroviária, e na banca de jornal do terminal do Portão.

Não existe um valor mínimo para a compra de créditos. A compra feita pessoalmente só pode ser paga em dinheiro. Pela internet, existe um custo adicional de R$ 1,50 pela emissão do boleto. É o mesmo valor da taxa cobrada para vendas na banca de jornal.

Cerca de 826 mil pessoas já têm o Cartão Transporte, que garante o embarque com agilidade e um controle melhor dos gastos pessoais com ônibus. Deste total, 133 mil são pessoas com mais de 65 anos que têm direito à isenção total de tarifa. Cerca de 34 mil cartões são de portadores de necessidades especiais de baixa renda, que também não pagam passagem. Outros 15 mil são de trabalhadores do sistema de transporte, motoristas e cobradores. Mais 18 mil cartões são de estudantes beneficiados pelo passe escolar. E 626 mil cartões pertencem a passageiros pagantes.