O primeiro trimestre foi o melhor da história da indústria automobilística. O setor acumula vendas de 493 mil veículos, quase 18% acima dos números obtidos em igual período de 2006. O mercado de carros tem puxado a atividade industrial do País, favorecido principalmente pelos juros baixos e prazos longos no financiamento e estabilidade econômica.

Só em março foram vendidos 193,4 mil veículos, 31,8% a mais que em fevereiro e 23,2% acima do volume de igual mês do ano passado. Foi o melhor março da história, situação que se repete desde novembro, com as vendas superando resultados de iguais meses anteriores.

"Tirando o caos aéreo, o que mais nos perturba?", pergunta o presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), Sérgio Reze, ao ser questionado sobre o desempenho das vendas de veículos. Para Reze, o mercado continuará aquecido e as montadoras e revendedores terão de rever para cima suas projeções para o ano. Até agora, as apostas são de crescimento de 8%, com resultados próximos a 2,1 milhões de veículos. Ele acredita que o aumento pode chegar a 11%. O recorde atual é de dez anos atrás, com 1, 94 milhão de unidades vendidas.