Carlos Alberto Parreira ainda tem algumas dúvidas para escolher os 23 jogadores que vão representar o Brasil no Mundial da Alemanha, mas na última quarta-feira ele definiu os 17 nomes da comissão técnica. A novidade da lista foi o corte de um massagista para a entrada de um segundo fisioterapeuta, Odir Carmo, que participará de sua primeira Copa

O receio com o estado físico dos jogadores foi o que motivou Parreira a aceitar a sugestão do médico da seleção, José Luiz Runco, e levar dois fisioterapeutas: Odir Carmo e Luiz Alberto Rosan. Além dos três profissionais, o departamento médico ainda contará com os médicos Serafim Borges e Rodrigo Lasmar, a exemplo do que ocorreu em 2002, na Copa da Coréia e Japão.

Novato no grupo, Odir Carmo iniciou seu trabalho na seleção com as divisões de base. Começou na equipe Sub-18, depois passou para a Sub-20 e participou do time pré-olímpico que disputou uma vaga aos Jogos de Atenas. A promoção para a equipe principal ocorreu em 2004. Desde então, integrou a comissão técnica de duas conquistas obtidas pelo Brasil: Copa América e Copa das Confederações.

"Trabalhamos de manhã, tarde, noite e de madrugada. A carga de trabalho é muito grande e, por isso, a necessidade de dois profissionais", disse Odir Carmo, que já integrou os departamentos médicos do Botafogo e América. "E o bom é que, como estou com esse grupo há dois anos, não terei problemas de adaptação. Além do mais, tenho a confiança tanto do doutor Runco quanto do Rosan e isso já facilita tudo."

Aos 44 anos, Odir Carmo destacou que a convivência com os atletas ajuda na hora do desenvolvimento do trabalho de fisioterapia. A amizade com alguns, como o meia Kaká, do Milan, e o atacante Robinho, do Real Madrid, vem de longo tempo. "Conheci eles quando estavam nas divisões de base. Agora, estamos todos juntos na seleção principal", lembrou.

Os demais integrantes da comissão técnica serão o coordenador Zagallo, o supervisor Américo Faria, o auxiliar-técnico Jairo Leal, os preparadores físicos Moraci Sant?Anna e Paulo César Paixão, o preparador de goleiros Wendell Ramalho, o administrador Guilherme Ribeiro, o assessor de imprensa Rodrigo Paiva, o chefe de segurança Castelo Branco, os roupeiros Antônio Silva e Rogelson Barreto, além do massagista Deni Silva.