Belo Horizonte – O Cruzeiro goleou neste sábado, por 4 a 1, o Atlético Paranaense, no estádio Independência e, faltando duas rodadas para o final da primeira fase, mantém viva as esperanças de classificação para as quartas-de final. Com a vitória, o time mineiro subiu do 14º para o 13º lugar e chegou aos 33 pontos ganhos em 23 partidas e, após os jogos de hoje, ficou a um ponto do oitavo colocado. O Cruzeiro enfrenta ainda o Internacional, em Porto Alegre, e o Goiás, em Belo Horizonte. O atual campeão brasileiro, que não tinha mais chances de se classificar, permanece com 31 pontos, em 24 partidas.

O zagueiro Igor marcou contra e fez o único gol do time paranaense. Fábio Júnior, Luisão e Marcelo Batatais fizeram os outros gols do Cruzeiro. Todos os gols da partida foram feitos de cabeça.

Jussiê teve uma indisposição estomacal durante a madrugada, que o tirou da partida. O técnico Vanderlei Luxemburgo optou então por escalar dois volantes no time, com a entrada do paraguaio Quintana. O treinador, com vários desfalques, decidiu manter o esquema de três zagueiros e conquistou a sua terceira vitória consecutiva na competição.

Disposto, como havia anunciado, a pagar uma ?dívida? que tinha com a torcida cruzeirense, o lateral-esquerdo Rondinelli fez a sua melhor apresentação com a camisa celeste. Atuando como ala, o jogador era uma das principais opções ofensivas e fez das cobranças de faltas e escanteios uma ?arma? do time mineiro na partida.

Aos 16 minutos, Rondinelli cobrou um escanteio com veneno. O zagueiro Igor tentou cortar e acabou marcando contra. No entanto, sete minutos depois, ele se redimiu do lance infeliz ao empatar para o Atlético Paranaense. O meio-campista Kléberson cobrou falta da direita e Igor, de cabeça, marcou para a equipe de Curitiba.

Mas a igualdade no placar durou apenas dois minutos. Aos 25, Rondinelli cobrou falta e o atacante Fábio Júnior se antecipou à zaga rubro-negra e desviou para colocar o Cruzeiro novamente na frente.

Faltando um minuto para o término da primeira etapa, o time de Luxemburgo fez 3 a 1, novamente com a participação de Rondinelli, que cruzou para o zagueiro Luisão cabecear e acertar o canto esquerdo do goleiro Flávio, que ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o gol.

No segundo tempo, Abel Braga colocou em campo o atacante Dagoberto e tentou a reação, com três jogadores na frente. O Atlético Paranaense ensaiou uma pressão sobre os mineiros, que, no entanto, foi inibida pela expulsão do lateral-esquerdo Fabiano, logo aos oito minutos da etapa final.

Aos 13 minutos, o zagueiro Marcelo Batatais completou um cruzamento de Wendell e fez 4 a 1. Os planos do técnico do Furacão foram sepultados aos 23 minutos, quando Dagoberto foi expulso ao atingir o lateral Ruy.

Com dois jogadores a mais, o Cruzeiro administrou a vantagem até o final com tranqüilidade. Nos acréscimos do árbitro, Douglas Silva também recebeu o cartão vermelho e o time do Paraná terminou o jogo com apenas oito atletas em campo. ?Dependemos ainda de outros resultados, mas temos de acreditar até o final?, observou Fábio Júnior.

Ficha Técnica

Cruzeiro – Gomes; Cris, Luisão e Marcelo Batatais (Viveros); Ruy Augusto Recife, Quintana (Lucas), Wendell (Alessandro) e Rondinelli; Fábio Júnior e Marcelo Ramos. Técnico – Vanderlei Luxemburgo.

Atlético-PR – Flávio; Wellington Paulo, Rogério Correia e Igor; Alessandro, Douglas Silva, Allan Bahia (Dagoberto), Alex Mineiro (Reginaldo Vital) e Fabiano; Kléberson, Cléber (Fabrício). Técnico – Abel Braga.

Gols – Igor, aos 16 (contra) e aos 23; Fábio Júnior, aos 25 e Luisão, aos 44 minutos do primeiro tempo. Marcelo Batatais, aos 13 minutos do segundo tempo.

Juiz – Romildo Correia (SP)

Cartões Amarelos – Allan Bahia, Douglas Silva, Alessandro, Alex Mineiro, Augusto Recife, Kléberson, Marcelo Ramos, Ruy.

Cartão Vermelho – Fabiano, aos oito; Dagoberto, aos 23, e Douglas Silva, aos 45 minutos do segundo tempo Público – 8.929 pagantes.

Renda – R$ 42.547, 00.

Local – Estádio Independência.