A Polícia Federal prendeu hoje o capitão Fortuna Neves, citado pelo presidente
do PTB, Roberto Jefferson, como intermediário da máfia que fraudava licitações
na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. A polícia Federal continua as
diligências e outras prisões deverão ser efetuadas ao longo do dia. Fortuna
Neves é capitão aposentado da Polícia Militar de Minas Gerais, tem dois filhos e
um deles trabalha lotado no gabinete do presidente da Câmara, deputado Severino
Cavalcanti. Neste momento, o capitão está prestando depoimento na sede da
Polícia Federal.