Começou há pouco, com atraso de mais de uma hora, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, a sessão extraordinária destinada à votação do parecer do senador Valdir Raupp (PMDB-RO) sobre o projeto que institui as Parcerias Público-Privadas. Por enquanto, no entanto, ainda não há quórum para deliberação.

O líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP) tentou há pouco minimizar as novas polêmicas que se abriram em torno do projeto, inviabilizando a votação do parecer de Raupp, também nesta semana, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Segundo Mercadante, a única coisa que ainda está em aberto é a natureza jurídica do fundo garantidor das PPPs. "É melhor andar com cautela, porque senão a pressa pode afetar a segurança dos investidores", argumentou o líder governista.