Oito pessoas estão presas no "cadeião" localizada na Pontifícia Universidade Católica do Paraná por praticar boca-de-urna, que é considerada crime em dia de eleição. De acordo com o juiz eleitoral responsável pelas detenções, além dos oito presos há ainda quatro processos em andamento e dez pessoas ainda serão ouvidas.