Brasília – O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, afirmou nesta quarta-feira (6) que Brasil e Colômbia estudam a possibilidade de permitir o trânsito de pessoas entre os dois países sem necessidade de passaporte. A novidade foi revelada em Brasília, durante visita da ministra das Relações Exteriores da Colômbia, María Consuelo Araujo Castro.

Segundo a ministra, isso trará um grande benefício para a Colômbia e poderá proporcionar ?maior integração entre os dois países?. O Brasil já tem esse tipo de acordo com os países do Mercosul (Argentina, Uruguai e Paraguai). Para entrar neles, basta um documento de identidade comum. Com a Venezuela, que aderiu ao bloco recentemente, a situação ainda não foi regulamentada.

Amorim também convidou a Colômbia para participar do G 20, grupo de países em desenvolvimento, que vai se reunir no Rio de Janeiro no próximo fim de semana. Castro afirmou que levará o convite ao presidente Álvaro Uribe. Segundo o chanceler brasileiro, a Colômbia é o único país da América Latina que não faz parte do grupo.

Amorim afirmou que as relações entre Brasil e Colômbia tem crescido bastante, principalmente no comércio, petróleo e siderurgia. Castro disse que está satisfeita com as relações, mas é preciso aumentá-las.