Vândalos e manifestantes depredaram 15 ônibus e atearam fogo a outros dois na Rodoviária do Plano Piloto, na zona central de Brasília. O quebra-quebra teve início depois que os ônibus pararam de circular por causa de um protesto de rodoviários. Os manifestantes também depredaram lojas e equipamentos do terminal.

O bloqueio teve início por volta das 15h. No início, poucos policiais militares faziam a patrulha do local. Por volta de 19hs, começou a depredação. O batalhão de choque foi chamado, que chegou a jogar bombas de gás lacrimogêneo e spray de pimenta. De acordo com o sindicato dos rodoviários, quem teria incentivado os protestos seriam empresas que perderam uma licitação recente.

A manifestação acontece quatro dias antes de entrarem em operação os 50 primeiros ônibus das empresas que venceram a licitação do transporte público no DF. No meio da tarde, alguns motoristas disseram que só iriam liberar a rodoviária se o governo abrisse negociação. Informações do setor dão conta que cerca de 8 mil rodoviários trabalham para os grupos que não vão mais operar no transporte do DF.

O Paraná Online quer saber a sua opinião. Clique aqui e utilize o nosso espaço para se manifestar sobre os protestos.