As duas vacinas contra o Ebola que estão em estágio mais avançado de desenvolvimento têm “um perfil de segurança aceitável”, anunciou a Organização Mundial da Saúde (OMS), depois de um encontro com especialistas.

Assim, os testes com pessoas sadias começarão no fim de janeiro, na Libéria, e continuarão em fevereiro na Guiné e em Serra Leoa. Depois dessa fase, será preciso esperar entre duas e quatro semanas para obter os dados sobre a imunização dos medicamentos.