São Paulo – O primeiro debate entre os candidatos à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB), teve início ontem às 20h30, na TV Bandeirantes. É a primeira vez que um presidente da República participa de debate eleitoral. Os assuntos discutidos foram a questão da segurança em São Paulo, ética e corrupção no governo.

Desde o primeiro bloco (foram cinco), quando os candidatos responderam, por ordem de sorteio, a uma pergunta única do mediador, tendo dois minutos para resposta cada um, o confronto foi marcado por ataques e ironias. A pergunta do jornalista Ricardo Boechat foi sobre como o próximo governo fará para cortar despesas e melhorar o nível de investimentos para proporcionar desenvolvimento econômico e geração de empregos.

Quem começou respondendo foi Alckmin. O tucano disse que cortará gastos não da Previdência Social, que tem papel na redistribuição de renda, mas nos US$ 3,5 bilhões da corrupção, dados do Banco Mundial. E acusou o governo de distribuir cargos entre os ?companheiros de partido?.

Lula respondeu dizendo que o ex-governador deveria estar fora do País em 2003 por não reconhecer os avanços de seu governo e citou dados. Segundo ele, o país cresceu mais em seu governo do que nos últimos 20 anos e que o tucano deveria começar o debate agradecendo o petista por ter salvado o Brasil.