Cerca de 3 mil professores da rede municipal do Rio de Janeiro, segundo a Polícia Militar, fazem passeata agora pela Avenida Presidente Vargas, ocupando as duas pistas no sentido Candelária, no centro da capital fluminense. Eles estavam reunidos desde as 10h em frente ao Centro Administrativo São Sebastião (CASS), sede administrativa da prefeitura do Rio, no Estácio, e ao meio-dia uma comissão da categoria foi recebida pelo prefeito Eduardo Paes (PMDB) e pela secretária de Educação Claudia Costin.

Segundo sindicalistas, foi a primeira vez em 25 anos em que um prefeito recebeu representantes do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe). Duas horas e meia depois de iniciado o encontro, houve um intervalo e, ante a informação de que não havia ainda nenhuma resposta concreta, a categoria decidiu sair em passeata. Os professores estão em greve desde o dia 8 e pedem 19% de reajuste salarial e um plano de carreira, entre outras reivindicações. A Polícia Militar acompanha a movimentação desde cedo, mas à distância.