Rio – Os corpos de três dos 15 bebês que morreram no início do mês, após receberem Nutrição Parenteral Total (NPT) supostamente contaminada, foram exumados ontem pela manhã, no cemitério de Inhaúma, na zona norte do Rio. Outros 11 devem ser exumados até o final de semana. Para o delegado que preside o inquérito, José Luiz Duarte, da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Saúde Pública, a exumação é fundamental para provar a causa da morte. Mas legistas do Instituto Médico Legal (IML) acreditam que seja tarde para encontrar vestígios da bactéria que provocou as mortes. Segundo os peritos, a autópsia deveria ter sido feita antes do enterro.