Em seu segundo ano sem o carnavalesco Paulo Barros – depois de uma passagem gloriosa de cinco anos em que a atual estrela da Sapucaí conquistou três títulos -, a Unidos da Tijuca vai levar à avenida um enredo sobre Sorriso, município do Mato Grosso que é considerado a capital nacional do agronegócio e uma das maiores produtoras de soja do Brasil. O desenvolvimento coube a uma comissão com quatro carnavalescos: Mauro Quintaes, Annik Salmon, Hélcio Paim e Marcus Paulo – esses três já atuavam na agremiação ao lado de Paulo Barros.

Em 2015, junto com Carlos Carvalho, esse grupo levou a escola da zona norte do Rio ao quarto lugar, com um enredo sobre a Suíça.

A escola manteve a estrutura dos desfiles recentes em que foi campeã e tem chance de conquistar o título. O tema tratado neste ano se assemelha àquele apresentado pela Unidos de Vila Isabel em 2013, quando a escola de Martinho da Vila sagrou-se campeão. Um dos compositores do samba deste ano é Dudu Nobre.