O tenente Márcio Lopes foi preso por colegas da Polícia Militar na tarde desta terça-feira, dia 16, após ser flagrado escondendo drogas em seu armário no batalhão da PM, em Sorocaba (SP). Além de porções de maconha e cocaína, os policiais encontraram com o tenente um revólver calibre 22 com a numeração raspada.

A prisão foi divulgada nesta quarta-feira (17), após o tenente ser ouvido no inquérito policial militar e encaminhado para o presídio Romão Gomes, na zona norte de São Paulo.

De acordo com o tenente-coronel Marcos Ramos, comandante do batalhão em que o tenente servia, Lopes vinha sendo investigado havia dois meses pela corregedoria da PM com base em denúncias dos próprios colegas que não compactuavam com as atitudes do policial.

As drogas e a arma foram encontradas durante uma busca autorizada pelo comando. O tenente vai responder a processo administrativo e pode ser expulso da polícia. Ele ainda responderá a inquéritos abertos pela própria Polícia Militar e pela Polícia Civil, que apurarão os crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de armas. O tenente, que estava na PM desde 2005, não tinha antecedentes.

Itatiba

Em Itatiba, na região de Campinas, as Polícias Civil e Militar abriram inquéritos para apurar uma abordagem ao soldado da Polícia Rodoviária Cléster Batista Mathias de Oliveira por dois policiais militares, na noite de segunda-feira, dia 15.

Segundo a PM, o policial, que estava em seu carro com a mulher e o filho, não obedeceu a um sinal de parada e teria descido do carro com a arma em punho. Ele foi baleado na perna e, mesmo após ter se identificado como policial, foi levado a um hospital no camburão, local reservado a suspeitos.

Na versão do soldado, ele não reconheceu a viatura, que estava com os faróis apagados, e achou que seria vítima de um atentado.