O presidente Michel Temer vai se reunir nesta terça-feira, 17, com representantes do Conselho Consultivo do Sistema Brasileiro de Inteligência (Consisbin), no Palácio do Planalto, com o objetivo de debater medidas para controlar a crise nos presídios.

Além do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, deverão participar da reunião integrantes de ministérios e instituições federais, entre os quais diretores da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), da Polícia Federal, da Receita e do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

Dentro do Palácio do Planalto, auxiliares destacam a criação de núcleos de inteligência em cada unidade da Federação como uma das principais medidas para enfrentar o crime organizado. A medida faz parte do plano nacional de segurança, anunciado no início deste mês.

O governo também acredita que é preciso integrar os Estados na área de inteligência – nesta quarta-feira (18), o presidente deverá se reunir com governadores para discutir a questão da segurança.

Temer quer agilizar a construção de cinco novos presídios federais e espera que os governos estaduais também acelerem as obras de penitenciárias, que podem levar até seis anos para serem concluídas.

Previdência

Às 15h30, o presidente tem audiência com o deputado Paulinho da Força (SD-SP), que está promovendo uma campanha contrária à reforma da Previdência. O governo considera a aprovação da reforma fundamental para colocar o País nos trilhos.