Brasília (AE) – O procurador-geral da República, Antônio Fernando Souza, deverá apresentar na próxima semana, no Supremo Tribunal Federal (STF), uma nova denúncia contra parlamentares acusados de envolvimento com o "mensalão". O deputado José Mentor (PT-SP), que escapou na semana passada de ter o mandato cassado, deverá estar entre os acusados de participar do esquema de caixa dois operado pelo empresário Marcos Valério Fernandes de Souza.

Mentor foi o nono deputado beneficiado pelo "valerioduto" que foi salvo pela Câmara. "Ele (Souza) disse que as investigações prosseguem e que, na semana que vem, pretende encaminhar um novo relatório ao Supremo", afirmou o deputado Chico Alencar (Psol-RJ), após o encontro com o procurador-geral da República. Chico Alencar afirmou que Souza deverá se reunir na próxima semana com o relator do inquérito no STF, ministro Joaquim Barbosa. Na reunião com integrantes e ex-integrantes do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara, o procurador-geral informou que, no inquérito sobre o "mensalão", são investigados cerca de 500 acusados.