A assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Segurança Pública informou que subiu para 63 o número de corpos identificados pelo IML Central de São Paulo. No entanto, o órgão não divulgará mais o número de sacolas com fragmentos que eventualmente chegarem ao IML. Isso porque corre-se o risco de computar esses fragmentos como possíveis vítimas, sendo que elas já podem ter sido anteriormente confirmadas e identificadas. Assim, o último número informado de sacolas que deram entrada no IML Central de São Paulo foi o de domingo, à noite, ou seja, 205.