A visita do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que chegou a Curitiba por volta das 17h desta sexta-feira (10), mobilizou parte da cidade. Uma operação de segurança considerável foi preparada para acompanhar a comitiva, incluindo atiradores de elite, os populares “snipers”, que se posicionaram no alto de prédios na região. Acompanhando do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, Bolsonaro participou de um evento no Palácio Iguaçu, no bairro Centro Cívico.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

O presidente da República esteve presente na inauguração do Centro Integrado de Inteligência e Segurança Pública da Região Sul (CIISP-Sul), ao lado Moro, e do secretário de Operações Integradas, Rosalvo Ferreira Franco. Além do governador Ratinho Júnior, compareceram à solenidade os governadores de Santa Catarina, Comandante Moisés (PSL), e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB)

Manifestação e bloqueios

Estudantes e professores de diversos cursos da Universidade Federal do Paraná (UFPR) protestaram em frente ao Palácio Iguaçu, em Curitiba, na tarde desta sexta-feira, por conta da presença do presidente Jair Bolsonaro na capital.

+ Leia mais: Conheça o instrutor que treinou até os soldados que pegaram Bin Laden

As manifestações ocorreram no Centro Cívico por causa do corte de 30% nas verbas da universidades federais de todo o país, incluindo a UFPR, anunciado pelo Ministério da Edução. Também estiveram presentes no local os simpatizantes de Bolsonaro.

Por causa da grande movimentação de pessoas, a Polícia Militar (PM) e a segurança do Palácio reforçaram o efetivo. Houve bloqueios no trânsito, nas vias de acesso à Praça Nossa Senhora Salete, e os ônibus Ligeirinhos deixaram de parar na estação-tubo Centro Cívico às 14h30 desta sexta.

+ Leia também: Expulsos de ambulância, cachorros correm atrás do veículo até UPA pra não abandonar o dono

O evento, que estava marcado para ocorrer às 16h atrasou. Bolsonaro só chegou ao local às 17h15 e deixou o Palácio aproximadamente uma hora depois, às 18h05. Na chegada dele, estudantes e professores deram gritos de guerra como: “O Bolsonaro, como é que é, os estudantes não tem medo de você” e “Deixe a Federal em paz”.

Segundo o Major Paulo Roberto da PM, cerca de 1,5 mil estudantes e 150 pessoas simpatizantes de Bolsonaro, estiveram presentes na região do Palácio Iguaçu.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Bolsonaro visita Curitiba e Foz do Iguaçu nesta sexta-feira; estudantes organizam protestos